quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Tentativa de escrever um pequeno poema





















Não, não chores.
Olhai ao redor e vede o quão bela é a vida.
Creia que tudo o que passares nesta existência somente te edificará
e te tornará mais forte, mais humana, mais gente.

Não chores os dias nublados.
Não chores pois acima das nuvens ainda é dia
e este é tão belo quanto tudo o que há pra ser.

Também não te julgues pelos quases que a vida te trouxe
porque na verdade a própria vida é um quase sem fim

Creias que tudo passa e que, de uma forma ou de outra
não há bem que nunca há de acabar nem mal qualquer que perdure sempre.
Erga a cabeça. Enxugue as lágrimas. Abra um sorriso.
O sorriso mais belo e cativante, próprio dos teus lábios
que é capaz de destruir o mais duro escudo
do mais duro coração.

Seja leve. Seja sempre. Seja.
Não leve mágoa alguma. Simplesmente deixe o que te chateia de lado e siga em frente.

Em algum dia, em algum lugar, essas palavras surtirão efeito
e você verá, no cair de uma tarde,
que o maior amor do mundo não está lá fora e sim
dentro de nós mesmos.